Ads 468x60px

Featured Posts

sexta-feira, 5 de julho de 2013

Sua empresa já está nas principais Redes Sociais (Blog, Youtube, Twitter, Pinteres, Facebook e LinKedin)?

Com a internet se tornando cada vez mais colaborativa, os ambientes de encontro entre as pessoas foram naturalmente migrando para ambientes virtuais, onde o armazenamento de informações e as facilidades de acesso as tornaram o espaço ideal para o desenvolvimento dos mais diversos grupos de interesses.
Redes Sociais são um fenômeno cultural e não há mais volta. Mesmo que a empresa não esteja nas Redes Sociais de forma oficial, os consumidores com certeza já estão.
É importante que as Redes Sociais sejam coordenadas por alguém que entenda como fazer melhor uso das ferramentas disponíveis. Cada ação envolverá criação e tempo de alguém: ou seja, tempo é dinheiro, e tempo de quem é especializado em algo é muito valioso.
Nós estamos aqui para oferecer este conforto para quem não tem tempo para se conectar com as Redes regularmente. Nos oferecemos para fazer o registro, o perfil e supervisionar para que o nome e o produto de sua empresa estejam constantemente em evidência.
As principais empresas mundiais têm investido na utilização de perfis em mídias sociais como forma de marketing direto. De acordo com uma pesquisa realizada pelo Altimer Group e Wetpaint com as 100 melhores empresas do mundo, apontou-se que aquelas que melhoraram seus resultados em 18%. Isso porque o Marketing em mídias sociais dialoga com o consumidor em um ambiente digital, onde normalmente ele está procurando ou comprando algo. A internet permite um diálogo muito maior e direto com potenciais clientes.
A presença em ambiente virtual não é mais apenas uma escolha é uma necessidade. As conversações sobre a empresa e seus serviços, bem como críticas e sugestões estão disponíveis nas redes sociais, daí a importância da organização contar com uma equipe profissionalizada para mediar seu relacionamento com o público. Esta é a proposta da Central de Fontes Comunicação com seus serviços de gerenciamento e atualização de conteúdo nas principais redes sociais.
Não da mais para ficar estagnado e constatar que seus concorrentes estão fazendo sucesso nas mídias sociais e a sua empresa ficou perdida no tempo à espera de um milagre!
Entre já em contato conosco e solicite um orçamento sem compromisso!
Photobucket

terça-feira, 14 de maio de 2013

Novas regras para o e-commerce.


Apresentadas em março deste ano pelo Governo Federal, as novas regras para o comércio eletrônico brasileiro entram em vigor dia (14/05/2013), pelo Decreto Federal 7.962/13.
As mudanças, que passam a ser obrigatórias para as empresas de e-commerce, visam defender os direitos dos consumidores brasileiros nas compras efetuadas pela internet. O comércio eletrônico é um dos setores que mais cresce no país e ainda não possuía uma regulamentação definida. 

 O decreto estipula que os sites de venda devem possuir informações claras a respeito do produto, serviço e do fornecedor; atendimento facilitado ao consumidor; e respeito ao direito de arrependimento, que permite ao consumidor devolver um produto depois de seu recebimento caso não esteja dentro de suas expectativas. 

A mudança é um avanço, já que, quando o Código do Consumidor foi implantado, o comércio eletrônico ainda era praticamente insignificante e hoje representa um dos principais meios de compras do país, afirma o advogado especialista em direito do consumidor, Valdemar Alves dos Reis Júnior. “Hoje é necessário ter leis específicas. O comércio eletrônico é diferenciado, pois o cliente não está pessoalmente para verificar o produto, pegar, analisar, ver o tamanho exato e seu material, se é realmente bom ou de qualidade questionável”, disse. 

Para Reis, a mudança é um grande benefício para o consumidor por garantir os direitos e também por servir como uma forma de seleção de bons vendedores. “Com as regras, aquelas empresas que comercializam produtos de baixa qualidade vão sendo eliminadas ou forçadas e melhorar. A partir do momento em que o consumidor passa a devolver os produtos e isso a afetar no bolso destes comerciantes, eles serão forçados a mudar”, afirma. No entanto, o advogado garante que a implantação do decreto só terá valor de verdade se os consumidores se valerem de seus direitos. “Não vai valer nada se o consumidor não reclamar dos problemas que acontecem. Não adianta ter uma lei, se não o consumidor não a fizer valer”. 


Vendas 

As vendas online no Brasil em 2012 registraram um crescimento nominal de 20% em relação em 2011. O setor fechou o ano com um faturamento de R$ 22,5 bilhões, contra os R$ 18,7 bilhões registrados em 2011, segundo dados da Câmara Brasileira do Comércio Eletrônico. As cinco categorias de destaque nas vendas durante o ano foram eletrodomésticos (12,4%); moda e acessórios (12,2%); saúde, beleza e medicamentos (12%); informática (9,1%); e casa e decoração (7,9%).


Photobucket

sexta-feira, 19 de abril de 2013

Os 10 pecados mortais que podem sabotar carreiras de sucesso.

Você é do tipo que sabota a sua carreira?
O americano Shirzad Chamine, coach e professor da Universidade Stanford, aponta as maneiras pelas quais podemos prejudicar seriamente nossos resultados e nos afastamos do sucesso.
Shirzad Chamine,  o coach americano com mais de 30 anos de experiência,  presidente da CTI, uma das maiores instituições de treinamento e preparação de coaches do mundo,  lança neste mês, no Brasil, seu primeiro livro, Inteligência Positiva (ed. Objetiva/Fontanar, 215 páginas).